Vozes do Case – ep3: Ana Cristina Borba Alves

Sinopse

No mundo de concreto do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) da Grande Florianópolis, onde vivem adolescentes infratores, existe um grupo de servidores que resiste à cultura da violência imposta desde o antigo São Lucas, instituição que ocupava o mesmo local e foi interditada em 2010, sendo demolida na sequência.

No Fórum de São José, na Grande Florianópolis, trabalha uma juíza que ganhou prêmio por assinar a interdição de um centro de internação onde jovens viviam em condições de barbárie. Ana Cristina Borba Alves, personagem do último episódio da série de reportagens Vozes do Case, estava há pouco mais de dois anos como titular da Vara da Infância e Juventude de São José quando a maior unidade para adolescentes em conflito com a lei de Santa Catarina foi demolida, em junho de 2011.

Foi ela quem concedeu todos os afastamentos dos oito agentes socioeducativos denunciados pelo Ministério Público por maus tratos e tortura contra 12 adolescentes, dentro da nova unidade. Assim como são de sua autoria as liminares para que o governo de Santa Catarina cumpra a lei, garantindo os direitos básicos aos jovens internos. Neste episódio ela conta uma história de mudanças e desafios no sistema socioeducativo de Florianópolis.

Esta é uma série de vídeo-reportagens produzida numa parceria entre a Retrato, a Coruja Filmes e o Farol Reportagem. Se você quiser saber mais, confira aqui as reportagens completas, com trechos de entrevistas em áudio, fotos e texto.

Siga a Retrato, viva a diversidade.

Sobre
Existimos para combater a invisibilidade social causada pelo desequilíbrio de histórias.

Deixe um comentário